Neurocientista da Harvard: Meditação não apenas reduz stress, saiba como ela muda o seu cérebro

13/10/2015 at 11:38 AM (Estudos e Publicações) (, , , , , , , , )

Texto original Brigid Schulte (disponível aqui) // Tradução JoAnn Schaly

Sara Lazar – PhD Harvard

Sara Lazar, neurocientista do Hospital Geral de Massachusetts e da Escola de Medicina de Harvard, foi uma das primeiras cientistas a aceitar as subjetivas reivindicações a respeito dos benefícios da meditação e atenção plena e a testa-los com o uso de tomógrafos computadorizados. O que ela encontrou a surpreendeu – que a meditação pode, literalmente, mudar seu cérebro. Ela explica:

 P: Porque você começou a prestar atenção para a meditação, atenção plena e o cérebro?

Lazar: Eu e uma amiga estávamos treinando para a maratona de Boston. Tive algumas lesões por esforço e procurei um fisioterapeuta, que me disse para parar de correr e apenas fazer alongamentos. Então comecei a praticar ioga como forma de fisioterapia. Percebi que era muito poderoso, que eu tinha benefícios reais, então fiquei interessada em saber como funcionava.

A professora de ioga usou de vários argumentos, dizendo que a ioga iria aumentar a compaixão e abrir o coração. E eu pensei: “ok,ok,ok, estou aqui para alongar”. Mas comecei a perceber que eu estava mais calma. Estava mais apta a lidar com situações mais difíceis. Estava mais compassiva e com o coração mais aberto, e capaz de ver as coisas pelo ponto de vista dos outros.

Pensei, talvez fosse apenas uma resposta placebo. Mas então fiz uma pesquisa bibliográfica da ciência, e vi evidências de que a meditação havia sido associada à diminuição do estresse, da depressão, ansiedade, dor e insônia, e ao aumento da qualidade de vida.

A essa altura, estava fazendo meu PhD em biologia molecular. Então simplesmente resolvi mudar e comecei a fazer essa pesquisa como um pós- doutorado.

P: Como você fez essa pesquisa?

Lazar: O Primeiro estudo avaliou meditadores de longa data versus um grupo controle. Descobrimos que os meditadores de longa data tem a massa cinzenta aumentada na região da ínsula e regiões sensoriais do córtex auditivo e o sensorial. O que faz sentido. Quando você tem atenção plena, você está prestando atenção à sua respiração, aos sons, a experiência do momento presente, e fechando as portas da cognição. É lógico que seus sentidos sejam ampliados.

Também descobrimos que eles tem mais massa cinzenta no córtex frontal, o que é associado à memória de trabalho e a tomada de decisões administrativas.

Já está provado que nosso córtex encolhe à medida que envelhecemos – se torna mais difícil entender as coisas e se lembrar das coisas. Mas nessa região do córtex pré-frontal, meditadores com 50 anos de idade tinham a mesma quantidade de massa cinzenta que pessoas de 25 anos.

Então a primeira pergunta foi, bem, talvez as pessoas com mais massa cinzenta no estudo já tivessem mais massa cinzenta antes de terem começado a meditar. Então fizemos um segundo estudo.

Pegamos pessoas que nunca tinham meditado antes, e colocamos um grupo deles em um programa de oito semanas de atenção plena com foco na redução de estresse.

P: O que você descobriu?

Lazar: Descobrimos diferenças no volume do cérebro depois de oito semanas em cinco regiões diferentes dos cérebros dos dois grupos. No grupo que aprendeu meditação, encontramos um aumento do volume em quatro regiões:

  1. A diferença principal encontramos no giro cingulado posterior, o qual está relacionado às lembranças e auto- regulação.
  2. O hipocampo da esquerda, o qual dá suporte ao aprendizado, cognição, memória e regulação emocional.
  3. A junção temporoparietal, ou JTP, à qual está associada a tomada de decisões, empatia e compaixão.
  4. Uma área do tronco do cérebro chamada de Ponte, onde muitos neurotransmissores reguladores são produzidos.

A amigdala, a parte do cérebro responsável pelo instinto de ataque ou fuga, e que é importante nos aspectos da ansiedade, medo e estresse em geral. Essa área ficou menor no grupo que participou do programa de oito semanas de atenção plena com foco na redução de estresse.

A alteração na amigdala também foi associada a uma redução nos níveis de estresse.

P: Então por quanto tempo alguém precisa meditar até que comece a ver mudanças no seu cérebro?

Lazar: Nossos dados mostram mudanças no cérebro após apenas oito semanas.

Em um programa de atenção plena com foco na redução de estresse, nossos pesquisados participaram de uma aula por semana. Eles receberam uma gravação e foram solicitados a praticar por 40 minutos por dia em casa. E foi assim.

P: Então, 40 minutos por dia?

Lazar: Bem, foi altamente variável no estudo. Algumas pessoas praticaram 40 minutos todos os dias. Algumas praticaram menos. Algumas apenas umas duas vezes na semana.

No meu estudo, a média foi de 27 minutos por dia. Ou em torno de meia hora por dia.

Ainda não existem dados suficientes sobre quanto alguém precise praticar para se beneficiar.

Professores de meditação lhe dirão, apesar de não existir absolutamente nenhuma base científica para isso, que comentários de estudantes sugerem que 10 minutos por dia podem trazer benefícios subjetivos. Ainda precisamos testar.

Nós estamos apenas começando um estudo que, com grande esperança, nos permitirá acessar quais são os significados funcionais dessas mudanças. Estudos de outros cientistas mostraram que a meditação pode melhorar a atenção e a habilidade de regular a emoção. Mas a maioria dos estudos não foi com neuroimagens. Então agora estamos esperançosos em trazer o aspecto comportamental e a ciência da neuroimagem para trabalharem juntos.

Q: A partir do que já sabemos da ciência, o que você encorajaria os leitores a fazer?

Lazar: Atenção plena é similar a um exercício. É uma forma de exercício mental, na realidade. E assim como o exercício melhora a saúde, nos ajuda a administrar melhor o estresse  e promove longevidade, a meditação se propõe a partilhar alguns desses mesmos benefícios.

Mas, assim como o exercício, não pode curar tudo. Então, a ideia é de ser útil como uma terapia de apoio. Não é uma coisa em separado. Já foi usado com muitos outros distúrbios e os resultados variam tremendamente – impactam alguns sintomas, mas não todos.  Os resultados são às vezes modestos. E não funciona para todos.

Ainda está muito cedo para se tentar concluir o que a meditação pode ou não fazer.

P: Então, sabendo-se das limitações, o que você sugeriria?

Lazar: Parece sim ser benéfico para a maioria das pessoas. A coisa mais importante, se você for tentar fazer, é encontrar um bom professor. Porque é simples, mas também é complexo. Você precisa entender o que está acontecendo na sua mente. Um bom professor não tem preço.

P: Você medita? E você tem um professor?

Lazar: Sim e sim.

P: Que diferença fez em sua vida?

Lazar: Tenho feito isso por 20 anos, então tem uma influência profunda em minha vida. Dá muito “chão” (ancoragem). Reduz o estresse.  Me ajuda a pensar mais claramente. É maravilhoso para interações interpessoais. Tenho mais empatia e compaixão pelas pessoas.

P: Qual a sua prática pessoal?

Lazar: Altamente variável. Alguns dias pratico 40 minutos. Alguns dias cinco minutos.  Alguns dias não pratico nada. É muito parecido com exercício. Exercitar-se  três vezes por semana é maravilhoso. Mas se tudo o que você pode fazer é se exercitar um pouquinho todos os dias, isso também é uma coisa boa. Tenho certeza de que se praticasse mais me beneficiaria mais. Não tenho ideia se estou tendo mudanças no meu cérebro ou não.  E é isso que funciona para mim nesse momento.

Anúncios

Permalink Deixe um Comentário

O caminho de uma vida toda…

15/05/2015 at 8:33 AM (Actividades e Eventos, Desenvolvimento Pessoal e Reiki, Estudos e Publicações) ()

Os 4 objetivos da Vida

Segundo as crenças hindus, o homem veio a este mundo para cumprir 4 objetivos básicos:

1. Dharma: conjunto de regras ou normas que envolve ética, leis morais, é o caminho a ser seguido.

2. Artha: conquistar a riqueza material e usufruir dela.

3. Kama: realizar desejos.

4. Moksha: libertação, ou abrir mão de tudo o que foi conquistado.

No conceito hindu, você deve conquistar estes 4 objetivos na vida, e o mais dificil é o ultimo, que é justamente libertar-se.

Na Índia, o Dharma está relacionado a casta “Qual a sua missão dentro da sua profissão?”. Ou seja, o Dharma de um guerreiro é diferente do Dharma de um comerciante.

Artha e Kama fazem parte deste plano de existência, você precisa ter o necessário para viver.

E moksha é o caminho do aceta, a libertação. Este caminho não é para todos, depende do seu Dharma.

“É preciso ter para largar.”

Divisão do Corpo

Também divide este corpo de manifestação em 4 tipos:

Sharira: Corpo físico – está relacionado a Artha

Manas: Corpo mental (analítico) – relacionado a Kama

Buddhi: Intelecto (intuição) – relacionado a Kama

Atma: Alma – relacionado a Moksha

Dentro dessa teoria ainda há os 4 Estágios da Vida:

1. Brahmacharya: são os primeiros aprendizados, entre 1 e 25 anos

2. Grihastha: vida adulta, período em que se busca uma família, conquista material, entre 30 e 40 anos

3. Vanaprastha: início do desapego e busca de viagens, conhecimento, a partir dos 40 anos

4. Snyasa: libertação ou moksha, a partir dos 60 anos.

Aqui fica um convite para reflexão sobre estes ensinamentos, uma auto-análise e auto-direcionamento dentro das nossas vidas nos ambientes familiar, profissional, emocional.

Será que estamos cumprindo com nosso Dharma?

Estamos a respeitar o sentido natural da vida?”

(escrito por  Fernanda Payão, baseado na palestra “Teoria Hindu” ministrada por Andrea Prior)

Permalink Deixe um Comentário

Aprender Reiki, Porquê? Onde aprender? Como aprender?

13/05/2015 at 9:43 AM (Actividades e Eventos, Cursos, Estudos e Publicações) (, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , )

-Sabia que fazendo um curso de nível I poderá utilizar o Reiki todos os dias?reiki gravidez
-Sabia que qualquer pessoa pode aprender a fazer Reiki, para seu benefício e benefício de outros?
-> Sabia que o Reiki também se aprende à distância no conforto de sua casa?
 
Para se tornar num canal de Reiki e aprender a usar esta Energia, é necessário ser iniciado por um Mestre de Reiki. Este processo cria um canal para a Energia fluir, criando uma ligação entre o Iniciado e a Fonte do Reiki. A partir do momento da iniciação, abrem-se os canais energéticos (chakras) da pessoa, levando-a para uma nova realidade energética vibracional.
Reiki em recém nascidoIntenção, Compaixão, Verdade e Amor são requisitos fundamentais para quem abraça este método de cura, sob a pena de não sentirmos qualquer transformação e/ou progresso interior, o que nos poderá levar à frustração e ao desânimo.
 

Reiki Tradicional

Curso de Reiki Tradicional Nível I– Shoden :

Curso Reiki para CRIANÇAS. Também elas podem aprender!!

Curso Reiki para CRIANÇAS. Também elas podem aprender!!

Neste nível o aluno fica apto a curar-se a si próprio.  Entre outros conteúdos é ensinado o método da colocação das mãos para o tratamento em si mesmo , aprende o 1º Símbolo Sagrado que é utilizado para o aumento do Poder e é conhecido como “o Interruptor da Luz”…

Curso de Reiki Tradicional Nivel II – Okuden

Torna-se possível enviar Reiki no espaço e no tempo; O aluno aprende a harmonizar e equilibrar o mental e o emocional… Aprende mais 2 Símbolos Sagrados , o Símbolo da Cura Emocional e o Símbolo da Cura à distancia (tempo e espaço).

Curso de Reiki Tradicional Nível IIIA – Shinpiden

Também conhecido como grau de Mestre Interior, o aluno recebe os ensinamentos para o 4º símbolo. Este  símbolo também conhecido como símbolo de Mestre, serve para amplificar e intensificar os efeitos dos símbolos recebidos no Nível II, tornando o aluno capaz de harmonizar e tratar um grande número de pessoas em simultâneo. Neste Nível, a energia Reiki pode ser aplicada em multidões, estados e países.

É importante referir que o Reikiano de Nível III-A não fica habilitado a ensinar o método a outras pessoas, nem a sintonizá-las nos diversos níveis de Reiki.

*Mestrado de Reiki Tradicional- Usui Reiki Ryoho (III-B)

reiki sessãoEste curso destina-se aos reikianos que, tendo já realizado o nível 3 e sentido em si ou nos outros os maravilhosos resultados da prática, desejam dar mais um passo na sua caminhada de estudo e aperfeiçoamento do reiki, quer seja para sua própria evolução, cura e desenvolvimento pessoal, quer seja para abraçar uma carreira de terapeuta e levar o bem do Reiki aos outros.

Em última análise, se a sua intuição o guiar para ser Mestre de Reiki, vale a pena ouvir, sejam quais forem os motivos conscientes que a sua mente apresenta, pois nunca se sabe ao certo o que o Reiki espera de cada um.

Este nível torna o Reikiano num Mestre de Reiki. Nesta iniciação, também referida como espiritual, a pessoa recebe enfim os conhecimentos de como iniciar novos Reikianos.

É importante dizer que a pessoa que adquire esta capacidade, não é obrigada a utilizá-la. Nem todos aqueles que se tornam Mestres ensinam o método a outras pessoas. Muitos deles, vão até a este Nível de estudo como uma forma de ampliar o seu auto-conhecimento

A Iniciação em qualquer nível de Reiki é uma experiência única. O processo de Iniciação (sintonização energética) é um momento em que se realizam movimentos e atitudes capazes de proporcionar uma abertura no padrão energético do aluno e que perduram por toda a sua vida. Em cada nível do Reiki recebem-se símbolos através de sintonização específica, podendo após, trabalhar com o aspecto da energia Reiki que ela representa. Desde o momento da Iniciação e pela vida fora, tudo o que o praticante precisa fazer para se conectar com a energia Reiki é colocar as mãos sobre si mesmo ou em outra pessoa, com a intenção de curar. E com isto, a energia fluirá naturalmente através de si. Não estando ligado a qualquer religião e com a vibração do Amor Incondicional, o Reiki não tem limitações. Qualquer ser vivo pode ser sintonizado no Reiki. É por isso que é um sistema de cura energética Universal, por estar ao alcance de todos.

A Iniciação em qualquer nível de Reiki é uma experiência única.
O processo de Iniciação (sintonização energética) é um momento em que se realizam movimentos e atitudes capazes de proporcionar uma abertura no padrão energético do aluno e que perduram por toda a sua vida.
Em cada nível do Reiki recebem-se símbolos através de sintonização específica, podendo após, trabalhar com o aspecto da energia Reiki que ela representa.
Desde o momento da Iniciação e pela vida fora, tudo o que o praticante precisa fazer para se conectar com a energia Reiki é colocar as mãos sobre si mesmo ou em outra pessoa, com a intenção de curar. E com isto, a energia fluirá naturalmente através de si.
Não estando ligado a qualquer religião e com a vibração do Amor Incondicional, o Reiki não tem limitações. Qualquer ser vivo pode ser sintonizado no Reiki. É por isso que é um sistema de cura energética Universal, por estar ao alcance de todos.

Cursos Presenciais e Cursos Online (Desconto de 25% nos cursos online)

Marcações : isabelfernandes@outlook.com

 

Permalink Deixe um Comentário

Fome ou apenas necessidade de comer?

08/05/2015 at 3:29 PM (Estudos e Publicações)

Como saber distinguir a fome da vontade de comer 

A vontade de comer, sem verdadeira necessidade nutricional, pode aparecer quando nos sentimos tristes, inactivos ou simplesmente cansados. É uma manifestação inconsciente do cérebro à procura de conforto.

De facto, assim que começamos a mastigar um alimento, vários receptores situados na boca e no tubo digestivo registam as suas propriedades: sabor, textura, aroma, etc. Estas informações são transmitidas ao cérebro e, se forem agradáveis, provocam a libertação de neurotransmissores ( a dopamina e a serotonina ), conduzindo a uma sensação de grande bem-estar.

Para combater a vontade de comer, que muitas vezes não é mais do que a procura inconsciente de bem-estar, tente encontrar outras fontes de prazer. A prática de actividade física , da meditação seriam  boas opções, na medida em que também estimulam a produção de substâncias que dão a sensação de bem-estar.

Permalink Deixe um Comentário

Entrar no mundo do Reiki, é começar a viver uma aventura apaixonante de constantes auto-descobertas, sensações, sentimentos e emoções….

11/03/2015 at 10:10 AM (Desenvolvimento Pessoal e Reiki, Estudos e Publicações, Reiki) (, , , , , )

“O Reiki é uma técnica de cura espiritual e cura energética. A cura espiritual proporciona o relembrar da consciência universal enquanto a cura energética remove os sintomas da mente que causam desordens a nível físico.
Quando as doenças físicas se manifestam, elas são acompanhadas de importantes mensagens para o desenvolvimento ou despertar espiritual da pessoa que as contrai. A cura energética, por si só, pode resolver desordens mentais que causam problemas a nível físico, contudo, a verdadeira cura não acontecerá a menos que se entenda a mensagem espiritual acoplada à desordem mental.
O Reiki traz harmonia ao lado energético, curando verdadeiramente a mente e o corpo, e proporcionando também mudanças ao nível da consciência.”

Palavras de Mikao Usui, fundador do Reiki

cura pelo reikiEntrar no mundo do Reiki, é começar a viver uma aventura apaixonante de constantes auto-descobertas, sensações, sentimentos e emoções; é iluminar o Amor e a Compaixão que reside no coração de todos e compreender, como duma forma tão perfeita, somos todos Um.

Aprenda também esta técnica.

Permalink Deixe um Comentário

Código de Honra das Mulheres Celtas

09/03/2015 at 3:32 PM (Estudos e Publicações, Mensagens) (, , , )

celtic goddess-Ama o teu homem e segue-o, mas somente se ambos representarem um para o outro o que a Deusa Mãe, ensinou: amor, companheirismo e amizade
-Jamais permitas que algum homem te escravize: Nasceste livre para amar, e não para ser escrava
-Jamais permitas que o teu coração sofra em nome do amor. Amor é um ato de felicidade, porquê sofrer?!
-Jamais permitas que os teus olhos derramem lágrimas por alguém que nunca te fará sorrir
-Jamais permitas que o uso do teu próprio corpo seja cerceado. O corpo é a moradia do espírito porquê mante-lo aprisionado
-Jamais fiques horas à espera por alguém que nunca virá, mesmo tendo prometido
-Jamais permitas que o teu nome seja pronunciado em vão, por um homem cujo nome tu não saibas
-Jamais permitas que o teu tempo seja desperdiçado com alguém que nunca terá tempo para ti
-Jamais permitas ouvir gritos em teus ouvidos. O Amor é o único que pode falar mais alto
-Jamais permitas que paixões desenfreadas te levem do mundo real para outro que nunca existiu
-Jamais permitas que outros sonhos misturem-se com os teus, tornando-os num grande pesadelo
-Jamais acredites que alguém possa voltar quando nunca esteve presente
-Jamais te permitas viver na dependência de um homem como se tivesses crescido invalida
-Jamais te ponhas linda e maravilhosa para um homem que não tenha olhos para te admirar
-Jamais permitas que teus pés caminhem em direção a um homem que anda a fugir de ti
-Jamais permitas que a dor, a tristeza, a solidão, o ódio, o ressentimento, o ciúme, o remorso, e tudo aquilo que possa tirar o brilho dos teus olhos te dominem, fazendo arrefecer a força que existe dentro de ti!

E sobretudo jamais permitas que percas a dignidade de ser MULHER!

4ef1709631546c039d8d36228854a3b2

As mulheres de origem Celta eram criadas, tão livremente como os homens. A elas era dado o direito de escolher seus parceiros e nunca poderiam ser forçadas a uma relação que não quisessem. Eram ensinadas a trabalho para que pudessem garantir seu sustento, bem como eram excelentes amantes, donas de casa e mães.

Permalink Deixe um Comentário

Aplicação de Reiki para Esclerose múltipla

24/01/2015 at 5:15 PM (Estudos e Publicações, ICF-Terapias Alternativas, Reiki) (, , , )

Os beneficios do reiki são já conhecidos, mas tenha em conta que nesta doença específica deverá ser rigoroso com o tratamento.

O reiki irá impedir que a doença progrida mais e também irá auxiliar o corpo a recuperar-se mais rapidamente.

O ideal é que o paciente receba aplicações semanais até ter melhoras significativas, depois então espaçará as aplicações.

É bom que o paciente aprenda reiki para  que possa fazer o seu auto-tratamento diariamente, além de receber o tratamento, ou seja, todos os pacientes com esclerose múltipla, deveriam ser iniciados em reiki para que em casa se continuem a ajudar.

esclerose múltipla, benefícios do reiki

Permalink 1 Comentário

Reiki em animais

04/10/2013 at 2:31 PM (Estudos e Publicações) (, , , , )

O Reiki actua em animais pelos mesmos princípios que em seres humanos

Válida como terapia complementar aos tratamentos convencionais, o Reiki não apresenta efeitos colaterais ou contra-indicações e os resultados revelam-se surpreendentes desde a primeira sessão. “Os animais são extremamente receptivos ao Reiki, pois não apresentam bloqueios intelectuais. São seres puros, sem preconceitos, o que os torna sensíveis à energia”
O reiki pode ser aplicado em todos os animais, principalmente nos domésticos – cães, gatos, coelhos, cavalos,aves, etc. Nos animais de grande porte e/ou muito agressivos é aplicado à distância.
A terapia pode ser utilizada para tratar distúrbios comportamentais como agressividade, stress, depressão, nervosismo e também problemas físicos como recuperações pós-cirúrgicas, acelerando o processo de cicatrização e recuperação, problemas de pele e alívio de dores, animais com cardiopatias, tumores… ou qualquer doença.A terapia deixa o animal relaxado e dócil e actua em animais pelos mesmos princípios que em seres humanos.
O reiki actua em 4 aspectos de qualquer ser : o físico, o emocional, o mental e o espiritual.
Para iniciar o tratamento, deve-se fazer 3 aplicações em dias seguidos.O terapeuta é um instrumento de transição de energia, através da qual ela flui para o organismo do animal.O toque do reiki, realiza uma limpeza profunda no organismo do animal, eliminando toxinas e equilibrando-o energéticamente. Desde as primeiras aplicações são visíveis os resultados.

Permalink Deixe um Comentário

Reiki- Testemunho

30/09/2013 at 6:32 PM (Estudos e Publicações, Mensagens) (, , )

testemunho sobre terapia reiki“Uma das lições que o Reiki trouxe para minha vida foi o resgate da leveza. Hoje muito se fala de força, coragem e perseverança, de ir em busca de nossos objectivos e acreditar. Todos estes sentimentos são importantes para nossas missões na vida, mas é preciso lembrar, sempre, que não é a conquista de objectivos que fazem a nossa vida melhor e sim, a alegria com que vivemos nossos momentos, todos os dias.

A leveza é nossa amiga quando aprendemos que ela não significa fraqueza.

Ser leve é não permitir que o seu “futuro” te impeça de aproveitar seu presente. É esvaziar a mente de tantas “pre”ocupações, e aproveitar o que acontece hoje. É olhar para as paisagens quando anda, notar as pessoas que passam por você, ouvir os sons, sentir os aromas.

Ser leve é ter amigos, e compartilhar suas alegrias com eles. É saber lidar com as pessoas no dia a dia sem tantos atritos. É saber ouvir, sem reagir. É optar por ser a pessoa gentil no trânsito ao invés da ofendida.

Ser leve é fazer pausas. É amar-se profundamente. É desligar seu celular, sua TV e mesmo assim sentir-se em paz. É sorrir e gargalhar. É abraçar. É doar. É ser a brisa que traz alegria aos ambientes.

Ser leve é acreditar que, afinal, a sua vida é bela.

Então siga em busca dos seus sonhos. Mas siga sorrindo.”

Permalink Deixe um Comentário

Reiki nas mãos da ciência

09/04/2013 at 10:23 AM (Estudos e Publicações) (, , , , , , , , , , , , , , , )

Pesquisas e estudos apontam as vantagens reais deste método. Acredite: o efeito está longe de ser só psicológico

Pesquisas e estudos apontam as vantagens reais deste método.
Acredite: o efeito está longe de ser só psicológico

O reiki, técnica de imposição de mãos com a qual se crê ser possível captar a energia do universo e transmiti-la para alguém, era visto com ceticismo pelos cientistas, que não conseguiam mensurar seus efeitos . “Como boa parte da medicina oriental, o método era desacreditado porque não havia instrumentos modernos nem muito interesse em avaliar suas consequências“, diz o médico Paulo de Tarso Lima, de São Paulo.

Mas a evolução da tecnologia e o recente despertar da comunidade científica para um conceito mais abrangente de saúde – a meta é viver bem, e não somente curar males – fizeram o reiki ganhar a atenção dos pesquisadores. Na americana Universidade de Virginia, por exemplo, uma revisão sobre sua influência na contenção da dor em pacientes com câncer ressaltou os resultados positivos.  “São necessários levantamentos adicionais para confirmar os achados, mas a princípio o reiki foi bastante eficiente na redução do incómodo”, concluíram os autores.

Mas será que ele ajudaria a combater o tumor em si?  Segundo um trabalho do psicobiólogo Ricardo Monezi, da Universidade Federal de São Paulo, provavelmente sim. Ele aplicou o reiki em ratos e, na sequência, analisou suas células de defesa. “Em comparação com o grupo de controle, esses animais apresentaram um sistema imune mais agressivo contra a enfermidade. E nem precisamos falar que bichos não acreditam em reiki“, ironiza. Verdade que o nosso organismo não é idêntico ao de roedores, contudo está aí um indicativo do poder da imposição de mãos.

Para testar o verdadeiro potencial da técnica no alívio da tensão, Monezi separou 25 idosos estressados para serem cuidados por terapeutas especializados em reiki. Outros 25 senhores na mesma situação receberiam, digamos, uma terapia falsa – os aplicadores simulavam os gestos e as posições das mãos, mas não haviam sido treinados e nem conheciam direito o reiki. Detalhe: nenhum dos participantes sabia da diferença entre os grupos. “Essa precaução evita que o placebo interfira nos dados encontrados, já que ambas as turmas imaginam estar recebendo reiki, quando somente uma está recebendo para valer”, arremata Monezi.

Depois de oito sessões, Monezi analisou as estatísticas. Parece incrível, mas, embora todos os voluntários tenham relaxado, aqueles tratados por mestres de reiki relataram uma tranquilidade maior e duradoura. Além disso, os músculos da testa desse pessoal ficaram menos rígidos, outro sinal de que o nervosismo foi aplacado.

Alternativa ou integrativa?

O sucesso do reiki não justifica, sob nenhuma hipótese, seu uso no lugar da medicina tradicional. “O ideal é integrá-lo com abordagens convencionais”, reforça Plínio Cutait, médico de São Paulo. Caso contrário, você corre o risco de não receber o tratamento adequado para um problema e, então, complicar-se sem necessidade. E isso, parece claro para todos, também está comprovado pela ciência.

Hipertensão

Apoiados em uma metodologia parecida com a de Monezi, investigadores da Universidade de Granada, na Espanha, notaram que sujeitos hipertensos atenuaram o quadro com sessões regulares de reiki. “Também há trabalhos com diabete, epilepsia, depressão...”, conta Monezi. “É óbvio que precisamos de mais informações, porém, ao que tudo indica, a técnica provoca bem-estar em vários níveis“, defende.

Chacras

Para explicar como o reiki funciona, certas teorias mencionam uma energia eletromagnética que seria canalizada pelos terapeutas. Outras sugerem que a física quântica estaria envolvida nesse fenômeno. Independentemente disso, o fato é que alguns pontos-chave do corpo, onde os cuidadores devem colocar as mãos durante uma sessão de reiki – os chacras -, coincidem com importantes glândulas. E talvez, só talvez, a energia atue nesses órgãos, ocasionando um equilíbrio geral.

 

Artigo publicado a 05/04/2013, em : http://mdemulher.abril.com.br/bem-estar/reportagem/viver-bem/reiki-maos-ciencia-737920.shtml

Permalink Deixe um Comentário

Next page »

%d bloggers like this: